Coquette - de origem francesa "coquette" significa sedutora, na gíria portuguesa pode significar vaidosa ou graciosa. Intelectual - que pertence ao intelecto ou à inteligência, espiritual.

01
Set 11

 

 

«Carta Branca» e «Os Laços Que Nos Unem» são os teus dois livros até ao momento. Ambos têm muito de ti?

Sim, ambos contam quem eu sou, o que penso e aquilo em que acredito. Sou um homem de pessoas, palavras e afectos... escrevo para que as pessoas se relacionem melhor.

Escrever significa o quê, é uma libertação?

Escrever faz parte daquilo em que acredito ser a minha missão. Reconheço que tenho o dom da palavra e escrever é uma extensão disso, é uma comunicação superior, é beber de uma fonte a que poucos têm acesso.

Tens mais algum livro na gaveta? O que podes dizer sobre ele?

Sim. Tudo o que posso adiantar é que será publicado ainda este ano pela Oficina do Livro e que aborda a importância de viver «Agora».*

Reparámos que terminas todas as tuas mensagens com a palavra «Paz». Porquê?

A Paz, tal como a Felicidade, é um estado desejado por todos, e como acredito piamente no poder das palavras, uso esse termo para me identificar cada vez mais com ele. É como se fosse a minha rubrica.

(...)

Quais os principios que regem a tua vida, o teu bem-estar, a tua conduta?

Sou um homem de valores. A minha felicidade depende apenas de mim. O Amor é a entrega e a entrega não pressupõem bloqueios do passado, preconceitos no presente, nem medo do futuro. O perdão é a exeriência mais libertadora que podemos ter. Quem sonha, age; quem pensa, fica quieto. Aceitar o inaceitável é curvarmo-nos perante a pessoa e ascender ao céu.

(...)

A tua máxima de vida é a frase de António Gedeão «o sonho comanda a vida». Porquê esta escolha?

Porque um sonho alcançado é fruto de acção, e eu sou um homem que sabe o que anda aqui a fazer, como tal, ajo e ajo e ajo. Até hoje, tudo o que sonhei, acabei por concretizar; por vezes muitos anos depois, mas essa é a diferença entre os persistentes e os desistentes.

Qual o teu próximo sonho a realizar?

Ao contrário das outras perguntas fiquei algum tempo a pensar nesta resposta... Os sonhos são metas pessoais, e como tal só faz sentido existirem se o que almejamos depender apenas de nós. Segue um exemplo: não posso sonhar em fazer parte do elenco fixo da próxima novela, seja ela qual for, porque simplesmente não sou eu que me escolho, são outras pessoas. Portanto, olha... sonho em ser melhor homem, filho, namorado e amigo, em ter uma maior capacidade de aceitação, em perdoar mais facilmente, amar em todas frentes e ser feliz como o sou hoje, neste preciso momento!

 

Texto

Fátima Rodrigues Pereira

 

* «A Dança Da Vida» é a terceira obra de Gustavo Santos.

 

Boa Estrela, N.º 197, Setembro 2010

 

publicado por coquetteintelectual às 18:25

Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

5 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO