Coquette - de origem francesa "coquette" significa sedutora, na gíria portuguesa pode significar vaidosa ou graciosa. Intelectual - que pertence ao intelecto ou à inteligência, espiritual.

10
Ago 10

(...) o objectivo principal proposto nestes Poemas, foi escolher incidentes e situações da vida comum e relatá-los ou descrevê-los, do começo ao fim, tanto quanto foi possível, numa selecção da linguagem realmente usada pelos homens, e, ao mesmo tempo, lançar sobre eles um certo colorido de imaginação, pelo qual coisas vulgares deviam ser apresentadas à mente com um aspecto invulgar; e, além disso, e sobretudo, tornar interessantes estes incidentes e situações descobrindo neles, com verdade mas não ostentosamente, as leis primeiras da nossa natureza: principalmente, no que diz respeito ao modo pelo qual associamos ideias num estado de excitação. Escolheu-se, geralmente, a vida humilde e rústica, porque, nessa condição, as paixões essenciais do coração encontram um melhor solo no qual podem atingir a sua maturidade, estão menos reprimidas e falam uma linguagem mais chã e mais enfática; porque, nessa condição de vida, os nossos sentimentos elementares coexistem num estado de maior simplicidade e, consequentemente, podem ser mais correctamente contemplados, e mais convicentemente comunicados; porque os costumes da vida rural brotam daqueles sentimentos elementares, e devido ao carácter necessário das ocupações rurais, são mais facilmente compreendidos e são mais duráveis; e, finalmente, porque nessa condição, as paixões humanas estão imbuídas das belas e permanentes formas da Natureza.

(...)

Permiti que pergunte o que se entende pela palavra Poeta? Que é um Poeta? A quem se dirige ele? E qual a linguagem que se espera dele? Ele é um homem falando a homens; um homem, é certo, dotado de sensibilidade mais viva, mais entusiasmo e ternura, que tem conhecimento maior da natureza humana, e uma alma mais compreensiva, do que se supõe serem comuns entre os homens; um homem satisfeito com as suas próprias paixões e volições, e que se regojiza mais do que outros homens com o espírito de vida que em si existe, deleitando-se a contemplar idênticas volições e paixões tal como se manifestam nos processos do Universo, e habitualmente impelido a criá-las onde não as encontra.

(...)

Mas, seja qual for a parcela desta faculdade que possamos supor que exista mesmo no maior Poeta, não pode haver dúvidas de que a linguagem que por ela lhe é sugerida, tem frequentemente, em vivacidade e verdade, de quedar-se aquém da que é pronunciada pelos homens na vida real, sob a pressão efectiva daquelas paixões, das quais o Poeta assim produz, ou sente serem produzidos, em si mesmo, certos cambiantes. 

Por muito elevado que seja o conceito em que desejaríamos ter a personalidade dum Poeta, é óbvio que ao descrever e imitar paixões, a sua ocupação é, em certa medida, mecânica, comparada com a liberdade e poder da acção e do sofrimento reais e substanciais. De tal modo que será desejo do Poeta aproximar os seus sentimentos dos das pessoas cujos sentimentos descreve, mas ainda talvez, deixar-se mergulhar por curtos períodos de tempo, na ilusão plena, e mesmo confundir e identificar os seus próprios sentimentos com os deles, modificando apenas a linguagem que lhe é sugerida, por ter em consideração que descreve com um propósito específico, o de dar prazer.

(...)

A Poesia é a imagem do homem e da natureza.

(...)

Afirmei que a Poesia é o transbordar espontâneo de sentimentos poderosos; tem a sua origem a partir da emoção recordada em tranquilidade: emoção é considerada até que, por uma espécie de reacção, desaparece gradualmente a tranquilidade, e uma emoção semelhante àquela que estava ante o sujeito de contemplação, é gradualmente produzida, e existe de facto ela mesma na mente.  

(...)

 

William Wordsworth

Posições Românticas Na Literatura Inglesa, Livros Horizonte   

publicado por coquetteintelectual às 16:30

Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
17
19
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO