Coquette - de origem francesa "coquette" significa sedutora, na gíria portuguesa pode significar vaidosa ou graciosa. Intelectual - que pertence ao intelecto ou à inteligência, espiritual.

25
Jul 10

Ela escreve-me poesia. Descomplexada, livre, sensível e sentida. Louca e animal. Romântica e sexual. Fá-lo do outro lado do Atlântico e envia-me para a minha página do MySpace. Custa-me perceber como é que esta mulher de S. Paulo que tropeçou na minha página, nos meus poemas, crónicas e músicas, veio a desenvolver esta relação unilateral comigo. Ela diz que adora a voz e a escrita do homem por trás dela. Mas quando fala através da poesia, as palavras arrepiam caminho para a pele e o coração. Para além da fidelidade e felicidade que devo à minha companheira, o bom senso impede-me de responder a cartas ou poemas do género, alimentando algo que nunca poderá ser mais do que é neste momento: um flirt. Não um flirt normal, seguramente, mas um flirt. Fossem todos assim tão belos. Há algo de extremamente bonito e insuperável no desconhecido que é aquilo que não concretizamos. A mais bela estória de amor será sempre aquela que acabou antes de sequer ter começado, exactamente por dar espaço a uma idealização que nunca pertencerá ao campo do real. Se Romeu e Julieta tivessem casado normalmente e tido filhos, será que teriam sido felizes até ao fim das vidas? Não me parece, apesar de querer muito que sim. Vinicius de Moraes escreveu "que seja infinito enquanto dure" acerca do seu amor, e isso estará mais próximo da verdade do que qualquer conto de fadas. Longe de desencantada, a constantação da nossa fragilidade não é feliz ou o seu oposto. É apenas isso, a constatação de uma quase-inevitabilidade humana. Ela escreve-me poesia e declara-me guerra: "Vou comprar uma caravela, fazer a viagem inversal(...) prepara-te português". E descubro nas palavras um sorriso maior que aquele que uma cara possa espelhar. Espero que continue a enviar poemas, mesmo assim, não obtendo resposta. Eu vou continuar por cá, a lê-los no silêncio do amor que vivo ao lado da paixão que tenho. Sei que é infinito, espero honestamente que dure para todo o sempre.

 

Pac.

Suplemento Domingo, Correio Da Manhã, 9 De Agosto 2009 

publicado por coquetteintelectual às 22:44

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

5 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO